Associação Brasileira de Combate ao Câncer Infântil e Adulto
Rua Visconde de Inhaúma, 1279 | Centro
CEP 14.010-100 - Ribeirão Preto | SP | Brasil
Fones: (16) 3621-2201 | (16) 3611-1814

"Trabalhar por amor. Direcionar habilidades para a causa do combate ao câncer." Unir-se a outras pessoas em torno de um objetivo comum. Defesa e garantia dos direitos das pessoas com câncer. São os objetivos do trabalho desenvolvido pela ABRACCIA.

Confraternização

 Confraternização

Um ano de trabalho com resultados positivos. Essa foi a avaliação de Inez Bestetti, presidente da ABRACCIA, feita na reunião de confraternização com a equipe da diretoria e voluntárias, em dezembro de 2006,. “Eu agradeço a Deus pelo ano todo e por termos conseguido trabalhar bem, ajudar os pacientes e familiares. Foi um ano produtivo e de reconhecimento”, comentou Inez.

 

Em um clima de descontração e muito bate-papo, as voluntárias aproveitaram para falar da importância do trabalho voluntário em suas vi­das e pa­ra os pacientes. “Eu conheço a ABRACCIA desde a sua fundação. A Associação conta com a ajuda de muitas mulheres que se dedicam ao próximo. Tratamos o semelhante como igual, e esse é o maior espírito da ABRACCIA”, disse Nairzinha Nogueira, voluntária.

 

Doralice Gomes Menezes comentou que todo trabalho que puder fazer pela ABRACCIA e pelos pacientes vale a pena. “Trabalhamos muito, mas ainda é pouco. Cada ano que começa a gente tem novas ideias e quer por em prática. Tem muita coisa pra ser feita e é tudo muito corrido. Mas é também muito gratificante, e eu não me vejo mais sem ser voluntária”, relatou Doralice.

 

Maria do Carmo de Ângelo Martins comentou a satisfação de dedicar parte do tempo aos pacientes: “Para mim é gratificante, é a melhor coisa que eu podia ter feito. Durante 14 anos eu trabalhei com pacientes em Catanduva. Aqui em Ribeirão, depois de me aposentar como professora, comecei a procurar alguma coisa que pudesse fazer para ajudar ao próximo, e assim cheguei à ABRACCIA”.

 

O ano de 2006 terminou e os trabalhos continuam para atender os cerca de 1500 pacientes que precisam da ABRACCIA.